Hipocrisia, eu quero uma pra viver

Tem uma coisa que tem me irritado muito ultimamente. Gente metendo o bedelho, dando opinião onde não é chamado.
Eu aprendi desde criança que aquele velho ditado “em briga de marido e mulher não se mete a colher” vale pra qualquer situação. Não só entre marido e mulher. Acho muito feio gente dando opinião na sua vida sem ser solicitado. Acho uma extrema falta de educação.
Eu não saio por aí dizendo o que acho que tem de errado na sua vida, na vida de fulano – por mais que ache trocentas coisas pra falar a respeito. Não faço isso porque fui ensinada a ser assim. E por mais cheia de opinião e geniosa que eu seja, eu sei muito bem o limite onde os meus problemas terminam e os seus começam.
Como diz uma amiga minha, problema nos olhos dos outros não arde. O que é problema pra um não é necessariamente um problema pra outro, mas não deixa de ser pra quem está vivendo.
Ultimamente me falaram que eu falo muito de sexo pra uma “mulher casada”. Um, que meu estado civil não muda a minha personalidade. Não sou evangélica, crente, falo do que quiser e meu marido sabe muito bem com quem casou. E o fato de eu ser aberta é uma das coisas que ele mais ama em mim. Porque aqui em casa, honey, acredite, nunca rolou uma briga de verdade porque eu falo tudo.
Acho muito natural falar de sexo – aliás, tão natural quanto vida e morte. O tempo em que isso era tabu já virou folha amarela. Eu sou uma pessoa bem resolvida e, acima de tudo, não sou hipócrita. Bela hipocrisia quem me fala isso e dorme cada fim de semana com um cara diferente.
Acho engraçado – e triste – como as pessoas acham que você deve se comportar depois que se casa. E, principalmente, o quanto metem o bedelho. O quanto dão opinião onde não são solicitados. Mal aceito esse tipo de coisa dos meus melhores amigos, quem dirá de quem mal me conhece.
Então #ficadica: antes de querer dar opinião no que uns e outros fazem, dê uma meia-volta e se olhe no espelho. Tente consertar a sua vida antes de se achar bom o suficiente pra dar palpite na dos outros. Ah, e claro, educação se aprende, nunca é tarde.

About these ads

Sobre Milena Castino

32 anos, publicitária, saiu da Vila Madalena para o interior da Inglaterra, por amor. É apaixonada por cheiro de livro, cinema, adrenalina, gargalhada de doer a barriga e abraço de bicho. Escreve desde que aprendeu a cartilha do Cacá, é colunista de sites e revistas digitais e já teve seus textos publicados nos livros Mundo Mundano, em 2010 e 2011. Escreve por prazer, por catarse ou porque simplesmente não dá pra falar mais que a boca.

Publicado em fevereiro 26, 2010, em Complicada e perfeitinha. Adicione o link aos favoritos. 13 Comentários.

  1. engracado, aqui na alemanha as pessoas sao mais na delas, e nao metem tanto o bedelho. As vezes nem mesmo a propria familia. Mas isso me irritava no brasil, que pessoas que mal te conhecem chegam e acham que tem o direito de falar pra vc como vc deve agir. Eu com a minha boa educacao, mandava a pessoa pastar ;) Eu que nao engulo sapos. E sobre falar de sexo…eu ja falava tanto qdo era solteira, que meus amigos ja se acostumaram haha bjs!

  2. Estou muito querendo criar uma campanha. “VIDA! Cuide da sua!”

    Vamos nessa?!

    Muito bom garota. Só pra variar, né.

    Ah, e antes que encham o nosso saco, não, eu não estou a fim de você.

  3. É isso aeeeeee!!!!!!!!!
    Falou e disse.
    Maior apoio!!!!
    E tem mais… Se não gosta do que vc escreve, então porque vem ler??? Né não??? ;)
    Continue assim. Vc é maravilhosa e especial pq vc é autêntica!!!!
    Te amo pequena!!!

  4. Tô com vc amiga!!!!
    Odeio gente fofoqueira e abelhuda.
    Bjokas

  5. otima resposta, eh sempre assim neh? Bem mais facil dar palpite na vida alheia que consertar a sua propria.

    bjs

  6. Dá um gato de presente pra essa figura, pra ela cuidar da vida dela e das sete vidas dele! Quem sabe assim ela não esquece de cuidar da sua…
    Adoroooooooooo tudo aqui.
    Bjsssssssssss

  7. certa vc. continue sendo vc, porq como disse a cris, quem não gosta não tem nada o que fazer aqui.
    é ridiculo, achar tão feio falar e achar liindo fazer aaltas malandragens… dá-lhe ‘piez descalzos’ neles! de “creusa” o mundo está cheio – ressucitei a bendita! rs..
    beijo Mi, tudo de bom pra ti!

  8. Urru! É isso aí! Cada macaco no seu galho!

  9. ‘Acho engraçado – e triste – como as pessoas acham que você deve se comportar depois que se casa’

    quando você se casa deixa de ser quem era, pra ser esposa de fulano, mulher de sicrano.

    me poupe, né?! –’
    acho que suas coisas intrínsecas, são imutáveis..
    como temperamento, carater.

  10. opa, cristão também faz sexo. e muito, graças a Deus! hahahaha
    ué, mulher casada nao pode falar de sexo?? não pode ser gostosa? gostar de dar? caramba, o povo tem uma idéia tosca e patética do casamento, hein? imagina vida a 2 sem sexo, sem tesão. credo!
    tudo povão mal amado, mal fudido e mal comido, Mi. MANDA A MERDA!

  11. Caracaaaaaaaaaa que vontade de dar um Ctrl C + Ctrl V e mandar isso para algumas pessoas, hahaha, tb to muito indignada com esse tipo de coisa…tudo tem limite neh?

    Seu blog eh otimo! Adorei!
    Bom comeco de semana
    beijinhos!

  12. bem preciso tecer muitas palavras… apenas CONCORDO.
    te amo.
    bjs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 739 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: